ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi


Visite a Noruega: Oslo

As belezas da capital mais charmosa da Escandinávia
« »
  1. Astrup Fearnley Museum
  2. Museu do Folclore
  3. Museu do Folclore
  4. FRAM Museum
  5. Kon-tiki Museum
  6. Vigeland Park
  7. Museu Vigeland
  8. Museu Vigeland
  9. Fortaleza de Oslo
  10. Museu do Barco Viking
  11. Oslo City Museum
  12. Oslo, capital de Noruega
  13. Oslo: Palácio do Governo
  1.    Astrup Fearnley Museum
  2.    Museu do Folclore
  3.    Museu do Folclore
  4.    FRAM Museum
  5.    Kon-tiki Museum
  6.    Vigeland Park
  7.    Museu Vigeland
  8.    Museu Vigeland
  9.    Fortaleza de Oslo
  10.    Museu do Barco Viking
  11.    Oslo City Museum
  12.    Oslo, capital de Noruega
  13.    Oslo: Palácio do Governo

Uma das menores capitais de Europa, Oslo não fica para trás em termos de opções para os turistas. Apesar de compacta, a linda capital da Noruega é um destino de viagem imperdível, que merece ser visitado. Eu constatei isso quando fiz um circuito por quatro países na primavera de 2019. Tirei três dias para a conhecer a cidade e me apaixonei.

Eu viagem à Oslo de trem, depois de uma viagem panorâmica de seis horas de duração, vindo de Bergen, na costa dos fiordes noruegueses. Assim que cheguei deixei as malas no hotel. O Comfort Grand fica anexo à estação central, assim, em menos de 15 minutos eu estava pronto para começar minha visita.

O primeiro passo foi ativar o Oslo Pass que havia adquirido ainda no Brasil. Com o smartphone em mãos e um código QR gerado pelo passe, ganhei acesso às principais atrações. Antes de detalhar como funciona o passe, vou frisar que no quesito custo x benefício, ele vale pena.

A Noruega é um país caro, e se comprados individualmente, ingressos para museus e atrações, bem como tours e passes de transporte público não são baratos. E com o Pass você tem acesso a tudo isso em uma conta só.

Para comprar basta acessar o Oslo Pass no site oficial ou baixar o App do Oslo Pass e adquirir um, de acordo com o período de validade desejado. Após receber a confirmação, não faça nada até o dia em que chegar em Oslo. Quando estiver na cidade, pronto para dar início ao passeio – faça um roteiro dos lugares e atrações que deseja visitar para otimizar seu passe – abra o aplicativo e clique em “Redeem Code.” O campo para inserir o código que você recebeu por email ao comprar vai aparecer. Insira o código e o cronômetro do passe vai começar a valer. Isso é ótimo porque assim sabemos exatamente a hora e o minuto que o passe irá expirar.

Pronto, agora basta mostrar o código QR que fica visível na tela do aplicativo toda vez que for usar o Pass. Um funcionário vai escanear o código e liberar a entrada. Não é preciso apresentar o email de compra, não é preciso imprimir nada nem carregar no bolso um cartão físico. O código QR é muito prático e funciona muito bem. Nos ônibus ou Trams é mais fácil ainda usar o Oslo Pass. Ao entrar no veículo, basta mostrar a tela do celular para o motorista. Não é preciso escanear nem validar em nenhuma máquina.

Os melhores museus da cidade escandinava estão incluídos no Oslo Pass, fazendo com que seja mais fácil e acessível explorar a riqueza cultural da capital norueguesa. Além disso, o passe dá desconto em restaurantes (a lista completa de atrações, transporte, restaurantes e tours está no site o Oslo Pass), como o Hard Rock Cafe Oslo, e até em alguns passeios de barco, o Båtservice. Para alguns é preciso fazer reserva antes. Os principais atrativos e os que mais gostei foram:

Astrup Fearnley Museum –  Fundado em 1993, esse museu guarda uma impressionante coleção de arte contemporânea e moderna. Situado na bacanérrima região de Tjuvholmen, o museum atual ocupa dois prédios projetados pelo gênio de arquitetura, Renzo Piano. Além das obras do acervo, o museu exibe cerca de seis mostras especiais todos os anos. Imperdível
 

Museu do Folclore – Dividido em duas áreas, a primeira exibe vestimentas, mobiliário e meios de transporte típicos, como trenós. A segunda área faz uma viagem pelas regiões da Noruega. Em uma vila, o museu reproduz os tipos de construções e casas encontrados ao longo do país em épocas passadas. Você pode entrar nas construções.

FRAM Museum – Uma verdadeira aula sobre a história das expedições polares norueguesas, que mostra através de filme, réplicas, documentos e objetos como os exploradores chegaram aos pólos Norte e Sul.

Kon-tiki Museum – Kon-tiki foi a embarcação na qual o navegador Thor Heyerdahl chegou até a Ilha de Páscoa e a Polinésia Francesa em 1947. O explorador saiu da América do Sul pelo Oceano Pacífico em uma jangada feita com toras de madeira e viajou até as ilhas. O barco Kon-tiki que está no museu é o original.

Museu Vigeland e Vigeland Park – Gustav Vigeland foi um dos maiores escultores europeus. Nas décadas de 30 e 40 produziu centenas de peças em tamanho real. Grande parte dessas esculturas estão espalhadas pelo Vigeland Park. O artista teve o apoio do governo norueguês, que o financiou e deu a ele um grande espaço para poder montar seu atelier, posteriormente, o local se transformou no Museu Vigeland. A coleção de obras impressiona pela qualidade do trabalho e pela quantidade de esculturas. O acesso ao parque é gratuito mas o museu cobra entrada. Com o Oslo Pass basta mostrar o código QR.

Museu da Resistência e Fortaleza de Oslo – Além de propiciar um agradável passeio por dentro das muralhas,  essa atração oferece uma vista panorâmica do porto. No interior, o Museu da Resistência é imperdível. Toda a história da invasão nazista pelo exército alemão (Wehrmacht) à Noruega é contada através de filmes, áudios de transmissões radiofônicas de época, documentos e objetos. Os esforços da resistência são explicados de forma detalhada, e retratam como o Rei Haakon VII, da Noruega, conduziu o movimento.

Museu do Barco Viking – Certamente essa é a atração mais famosa de Oslo. É imperdível mesmo poder ver de perto as embarcações utilizadas pelos Vikings e conhecer um pouco mais sobre os costumes.

Oslo City Museum – Um museu bem curioso, que retrata o estilo de vida dos noruegueses principalmente nas décadas de 60 e 70.

Mathallen Food Hall – Esse complexo gastronômico é um dos que estão incluídos no Oslo Pass oferecendo descontos aos usuários. Funciona como um grande mercado com cafés, bares, lanchonetes, bares de tapas e até uma champanheria.

 

 


 

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 14/10/2019 - 07:05


Comente (0) comentários

ler todos os comentários







Magic Village

© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive