ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Por favor, verifique os dadados inseridos
Você está em: página inicial / primeira classe / asiate

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Primeira Classe Assinar RSS Feed

Dicas para os ricos, famosos, chics e descolados

Asiate

Luxo e delícias na melhor experiência gastronômica de Manhattan
« »
  1. A vista da cidade é deslumbrante
  2. A adega tem mais de 1.200 rótulos premiados
  3. As torres do Time Warner Center
  4. O lobby do hotel, com a escultura de Chihulli (E.)
  1. Asiate
  2. A vista da cidade é deslumbrante A vista da cidade é deslumbrante
  3. A adega tem mais de 1.200 rótulos premiados A adega tem mais de 1.200 rótulos premiados
  4. As torres do Time Warner Center As torres do Time Warner Center
  5. O lobby do hotel, com a escultura de Chihulli (E.) O lobby do hotel, com a escultura de Chihulli (E.)

No trigésimo quinto andar da torre norte, no Time Warner Center, está a mais espetacular experiência gastronômica da Nova York de hoje. Com um cardápio de receitas contemporâneas exclusivas, interiores suntuosos e vistas panorâmicas sobre o Central Park, o restaurante gourmet do hotel Mandarin Oriental, o Asiate, é um luxo.

O prazer começa mesmo antes de se chegar à mesa. Na saída do elevador, ao desembarcar no lobby do hotel, é possível vislumbrar parte da vista sobre a cidade, e também sentir a elegância do décor, criado pelo designer Toni Chi. Esculturas em vidro soprado, assinadas pelo mestre Chihulli, revestimentos em laca e mármores de primeira qualidade, compõem o ambiente.

O melhor do Asiate, vem depois, quando as criações do chefe Brandon Kida começam a ser servidas impecavelmente pelo staff. Sob o comando do diretor do restaurante, Pelan Wong, pratos esculturais preparados com ingredientes frescos, misturando influências asiáticas a toques modernos da culinária americana, chegam à mesa, um após o outro, harmonizados com champanhe (Schramsberg, Brut, Rose, 2005), saque (Tsukasabotan, Junmai Daiginjo) e vinhos (austríacos, franceses, californianos e italianos), selecionados pela sommellier extraordinaire, Annie Turso.

Entre os frutos do mar, os destaques são para o badejo negro com legumes orientais e consomê de gengibre; e para a lagosta com polenta e alcachofrinhas: ambos de arrasar. Para quem aprecia os prazeres da carne, o Asiate tem o que há de melhor: bife Wagyu. Servido com purê de batatas defumadas, essa iguaria importada diretamente do Japão, fica ainda mais especial.

A decoração do Asiate venceu por dois anos consecutivos, 2008 e 2009, o prêmio Zagat, como a melhor dentre os restaurantes de Nova York. Parte desse cenário premiado é composta pela adega de vinhos. Feita com paredes de vidro, ela exibe as garrafas de uma coleção que inclui mais de 1.200 rótulos. Uma tentação!

Como se não bastasse, o restaurante oferece ainda uma seleção de sobremesas irresistível. Gâteau de limão e lima, napoleão de cerejas pretas, suflê de chocolate, sorvete de gengibre com baunilha e sorbets de tapioca e chá preto. Todos são imperdíveis. 

No jantar, o preço é fixo. Entrada e prato principal custam U$ 85 por pessoa. O Tasting Menu, com oito pratos, em porções menores, sai por U$ 125, tambëm por pessoa. Para quem decidir embarcar nessa aventura de sabores, uma boa pedida é pagar mais U$ 75 (por pessoa) e provar também a seleção de bebidas: oito rótulos, escolhidos pela sommellier, para acompanhar cada uma das receitas servidas.

Informações adicionais sobre o Asiate e sobre o luxuoso hotel Mandarin Oriental New York podem ser obtidas na X-Mart Consultoria & Marketing, representante do hotel no Brasil. Para reservas, basta entrar em contato com o Mapa-Mundi Concierge.

Fotos: Mandarin Oriental Hotel Group

Enviado por: Eduardo Alves
Data de publicação: 10/04/2014 - 20:48


Comente (1) comentários

Valor da soma incorreto
ler todos os comentários



Comentários:

Marcio Diniz
21/01/2010 - 16:12
Um Reveillon para esquecer....
O restaurante Asiate no Hotel Mandarim Oriental, Nova York realmente é muito bem decorado e tem uma vista maravilhosa, mas é só, de resto é caríssimo, são desonestos, o atendimento é péssimo e com pessoas grossas e despreparadas e a comida é apenas uma cópia razoável da cozinha francesa.
Eu e minha esposa fomos passar a noite do Revellon no Asiate, as reservas foram feitas no dia que foram abertas (primeiro dia), mas quando chegamos tentaram nos colocar na pior mesa do restaurante, e apesar de ter solicitado no ato da reserva uma mesa com vista, escolheram uma totalmente sem vista, o que foi prontamente recusado, estava começando a pior noite noite de Reveillon que já passei, um profundo desrespeito.
Além disso, nossa reserva de "segundo assento", garantia o direito de irmos depois do jantar para o Lounge onde teria a festa de passagem de ano. Entretanto, quando sentamos no lounge a atendente de forma grosseira nos falou que não tínhamos o direito de ficar sentados, pois só tinhamos o direito de ficar em pé. Por achar um absurdo você ser obrigado a ficar em pé em uma festa nos recusamos a levantar e a responsável pelo lounge colocou seguranças do hotel para nos constranger, um verdadeiro absurdo.
Não essa arapuca, fujam desses ladrões, não é um restaurante sério.

ler todos os comentários



© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive