ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / dicas / cuidados especiais

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Dicas Assinar RSS Feed

Cuidados especiais

Cuidados Especiais no Avião

Passageiros especiais, como idosos, pessoas com problemas de saúde, portadores de deficiência física, gestantes e passageiros com crianças pequenas devem ser os primeiros a embarcar no avião.

Grávidas
As empresas aéreas exigem atestado médico de mulheres que estejam viajando até quatro semanas antes da data prevista para o parto ou que tenham complicações na gestação. O atestado deve ser emitido durante a semana que antecede o embarque. Mesmo com autorização médica, as grávidas não devem viajar sete dias antes ou sete dias depois do parto. Também não é indicado que recém-nascidos embarquem na primeira semana de vida.

Crianças e Adolescentes
Crianças com menos de 2 anos pagam apenas 10% da tarifa normal, mas devem viajar no colo do acompanhante. Passageiros com idade entre 2 e 12 anos incompletos pagam entre 50% e 75% do valor da passagem de adulto, com direito a assento.

Em vôos nacionais, menores de 12 anos precisam de autorização judicial quando não estiverem acompanhados pelos pais ou responsáveis. A autorização não é exigida se a criança estiver junto de maiores de 21 anos com autorização dos responsáveis ou que sejam parentes próximos - irmãos, tios, avós e bisavós. Em geral, adolescentes entre 12 e 18 anos com carteira de identidade original podem viajar desacompanhados, mas a regra pode variar de acordo com o Juizado de Menores de cada área.

Em viagens internacionais, menores de 18 anos desacompanhados só podem viajar com autorização. Caso o menor esteja com apenas um dos pais, deve ter a autorização do outro. Crianças com menos de 12 anos ficam aos cuidados de funcionários da empresa aérea, tanto a bordo como em terra.

Deficientes Físicos
Os portadores de deficiência física têm direito a assistência das companhias aéreas, aeroportos e empresas que prestam serviços auxiliares. Eles devem avisar com antecedência quais são suas necessidades e, obrigatoriamente, se precisam de algum cuidado ou atendimento especial.

O embarque de portadores de deficiência é feito sempre 20 minutos antes dos demais passageiros. Se necessário, eles podem usar suas próprias cadeiras de rodas para ir até o avião. Os aparelhos utilizados por deficientes físicos são considerados bagagem prioritária e podem ser levados dentro da cabine de passageiros gratuitamente.

O portador de deficiência geralmente pode decidir se precisa ou não de acompanhante, cuja presença só é exigida pela empresa quando o passageiro não for auto-suficiente. Neste caso, o acompanhante paga 20% do valor da tarifa.

Deficientes Visuais
Deficientes visuais ou auditivos podem levar seus cães auxiliares, sem pagar nenhuma taxa extra, desde que o animal tenha um atestado de sanidade. O cão viaja na cabine de passageiros, no chão da aeronave, preso a uma coleira e com protetor de focinho.

Passageiros com Problemas de Saúde
Pessoas que precisam de atenção especial durante o vôo ou que devam viajar de maca, só podem embarcar se estiverem acompanhados por um médico ou enfermeiro. A companhia aérea deve ser avisada com antecedência sobre a necessidade de macas, ambulâncias, cadeiras de rodas e atendimentos especiais.

Em casos de problemas de saúde que possam ser agravados durante o vôo ou de doenças contagiosas, o viajante tem de passar pelo setor médico da companhia, que determinará a viabilidade da viagem.


Cuidados Especiais no ônibus

Deficientes Físicos
Em viagens de ônibus dentro do país, a orientação é para que os deficientes se acomodem nas primeiras cadeiras, perto da porta, ou perto do banheiro. Em geral, não existem condições especiais para estes passageiros.

Na América do Norte, geralmente os deficientes têm direito a assistência, mas devem avisar quais são suas necessidades para a empresa com antecedência. Se precisarem de acompanhante, em muitos casos este não paga tarifa. Animais que guiam deficientes visuais são permitidos, desde que fiquem sob o controle do dono.

Crianças e Adolescentes
No Brasil, crianças de até 12 anos só podem viajar sozinhas se tiverem autorização do Juizado de Menores. Maiores de 12 anos podem viajar sem acompanhantes quando estiverem com seus documentos.


Cuidados Especiais no navio

Os navios têm a bordo um médico independente, que cobra pelos serviços prestados, e uma enfermaria. As embarcações mais antigas não têm estrutura para passageiros especiais, principalmente para os que se locomovem com cadeira de rodas, mas os modernos possuem cabines de fácil acesso para portadores de deficiência.

O viajante deve verificar antes do embarque que tipo de facilidades o navio oferece e comunicar a empresa, na hora da reserva, se tem alguma deficiência, problema de saúde, ou se precisa de alguma dieta específica.

Grávidas
As companhias de navio podem não receber mulheres que já passaram do sexto ou sétimo mês de gestação. Elas não se responsabilizam por problemas envolvendo estas mulheres. Em outros períodos da gravidez, é necessário que a passageira comunique sua situação quando fizer a reserva, apresentando atestado médico para embarque.

Crianças e Adolescentes
Em alguns casos, os bebês só são aceitos após o quarto ou sexto mês de vida; em outros, apenas depois que a criança completa um ano. Menores de 18 anos devem estar acompanhados por um adulto. Se este não for seu pai ou responsável, a criança deve ter uma autorização por escrito.

Deficientes Físicos
Quando o passageiro com problemas de saúde ou portador de deficiência física não é auto-suficiente ou precisa de atenção especial, ele só pode embarcar com um acompanhante que se responsabilize por sua segurança e assistência. Em geral, as empresas não assumem responsabilidades por cuidados adicionais. Normalmente o deficiente tem de levar sua própria cadeira de rodas para o navio.

As companhias podem proibir o embarque de passageiros sem condições físicas para viajar ou que exigem cuidados muito maiores do que os oferecidos.

Deficientes Visuais
Mesmo as empresas que não permitem o transporte de animais podem abrir uma exceção para cães treinados que guiam deficientes visuais, desde que a entrada do animal no navio tenha sido acertada na hora da reserva.


Cuidados Especiais no trem

Crianças
Algumas companhias oferecem tarifas especiais para crianças, dependendo da viagem. Em geral, bebês de colo e crianças pequenas não pagam tarifa, desde que não ocupem um assento.

Deficientes Físicos

As companhias de trem orientam seus funcionários a dar assistência aos passageiros que se locomovem com ajuda de cadeiras de rodas ou muletas, ou que precisem de atenção especial. Algumas empresas providenciam cuidados a bordo e cadeiras de rodas se forem avisadas com antecedência.

Muitos trens oferecem facilidades para os deficientes físicos, como banheiros, área para cadeira de rodas e cabines de fácil acesso. Os portadores de deficiência física também têm direito a desconto em algumas companhias.

Deficientes Visuais
É comum haver exceção para cães treinados acompanhando deficientes visuais, mesmo quando a companhia não permite o transporte de animais. O cão pode viajar sem pagar taxa extra e deve ficar sob o controle de seu dono.




© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive