ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / cruzeiros / silver spirit

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Cruzeiros Assinar RSS Feed

O que acontece no mundo dos cruzeiros de luxo, iates e transatlânticos

Silver Spirit

Uma manhã perfeita, a bordo do navio mais luxuoso do mundo
« »
  1. Retorno ao oásis flutuante
  2. Observation Lounge
  3. La Dolce Vita: minha
  4. A varanda do Panorama Lounge
  5. Espreguiçadeiras para todos
  6. Deck by Deck
  7. Os outros....
  1. Silver Spirit
  2. Retorno ao oásis flutuante Retorno ao oásis flutuante
  3. Observation Lounge Observation Lounge
  4. La Dolce Vita: minha "turminha"na piscina La Dolce Vita: minha "turminha"na piscina
  5. A varanda do Panorama Lounge A varanda do Panorama Lounge
  6. Espreguiçadeiras para todos Espreguiçadeiras para todos
  7. Deck by Deck Deck by Deck
  8. Os outros.... Os outros....

Quando abri as cortinas da varanda da minha suíte, na minha primeira manhã a bordo do Silver Spirit, o navio estava ancorado no pitoresco porto de St. George, na Ilha de Grenada. Com pouco mais de 60 Km quadrados, a “Ilha das Especiarias”, como era chamada pelos corsários inglêses, tem atrativos charmosos.

Para os passageiros do Silver Spirit, o menu de atividades em terra inclui “tour pelas praias”, “passeio de veleiro regado a champagne e lagostas”, e “caminhada ecológica até uma cachoeira embrenhada na floresta”. Decidi passar minha primeira manhã a bordo.

As 7h30 fiz uma aula de yoga. Só eu e o professor, que com paciência, me ajudou a dar os primeiros passos nesta arte milenar.

Depois, minha dúvida era escolher onde tomar meu primeiro café-da-manhã. No Lobby Bar? E aproveitar para ver o movimento dos passageiros se preparando para sair em suas aventuras pela ilha? No Observation Lounge? No último andar, sobre a ponte de comando, com a vista de Grenada à frente? Ou no Panorama Lounge, na popa do navio, com a vista dos iates milionários entrando e saindo do porto? Room service? Não, muito cedo para buscar privacidade. Escolhi a opção mais robusta: o buffet no La Terrazza.  Adorei!

A versão Silversea de um buffet é única. Você pode pedir tudo ne mesa, ou como em outros restaurantes do gênero, pode ir até as estações de comida e se servir. Ilhas de pães, de queijos, de frios, outras só  de pratos quentes, de frutas, cereais, bolos, tortas,...tudo!

Ao terminar de fazer meu prato, um garçom apareceu do nada. Gentilmente, ele pegou o prato das minhas mãos e levou até minha mesa. No Silver Spirit, serviço 5 estrelas está por toda parte.

Depois de um café da manhã robusto. Fui para a piscina, no deck 9. Diferente de outros navios, havia espreguiçadeiras de sobra. Aliás, os navios da Silversea tem a maior proporção entre áreas públicas por passageiro, de todos os navios de cruzeiro do mundo. Nunca falta lugar...

Tomei um pouco de sol, joguei umas partidas de ping-pong, tentei um voley divertido na água e, antes da hora do almoço, tinha feito uma “turminha de amigos” super divertida. Um casal de atores canadenses, duas amigas da Turquia, que decidiram tirar férias dos filhos e maridos por 10 dias, e Calum Hunter McInnis, um jovem artista plástico prodígio de Toronto, que viajava com os pais.

Nos meus 40 e poucos anos, era o mais senior do grupo. Portanto, quando chegou a hora de decidir onde iríamos almoçar, entre as quatro opções de restaurantes do navio, eu tomei a dianteira. Mas a parte da tarde, eu conto amanhã.

Reservas e mais informações: Mapa-Mundii Concierge

 

Enviado por: Eduardo Alves
Data de publicação: 12/12/2015 - 10:19


Comente (0) comentários

ler todos os comentários





© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive