ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / arte e design / relíquias sacras

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Arte e Design Assinar RSS Feed

Novidades nos mundos das artes, espetáculos e design

Relíquias Sacras

Tiradentes ganha Museu da Liturgia com tesouros do passado de Minas Gerais
« »
  1. Museu da Liturgia
  2. Museu da Liturgia
  3. Museu da Liturgia
  1. Relíquias Sacras
  2. Museu da Liturgia Museu da Liturgia
  3. Museu da Liturgia Museu da Liturgia
  4. Museu da Liturgia Museu da Liturgia

Único museu dedicado ao tema na América Latina, o Museu de Liturgia, de Tiradentes, é um espetáculo. Cerca de R$ 9 milhões foram investidos no restauro da antiga Casa Paroquial e na recuperação de mais de 430 peças dos séculos XVIII a XX. Muito além de espaço para exposição de arte sacra, o museu foi criado para proporcionar ao visitante uma experiência de imersão cultural e transcendência, independente de crença ou religião.

O rico acervo pertencente à Paróquia de Santo Antônio inclui pinturas, pratarias, ex-votos, esculturas, imagens, objetos em metal e madeira, paramentos, missais e outros artigos religiosos de diversas tipologias.

Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o conjunto permaneceu guardado em sacristias durante longo período, e estava em acentuado estado de deterioração. O histórico prédio construído para uso residencial no começo do século XVIII, foi doado para a Paróquia de Santo Antônio em 1893, se tornando Casa Paroquial.

Para a instalação do museu, todos os elementos característicos da construção (que sofreu três acréscimos durante o século XX, totalizando 553 m2) foram mantidos ou recuperados, incluindo suas cores originais. Um novo anexo, com 185 m2, foi levantado ao fundo para abrigar a reserva técnica e o espaço educativo. O projeto museográfico criou um espaço de linguagem e ambiência contemporâneas, com belas e sensíveis instalações audiovisuais que dialogam com os objetos expostos

O pátio externo, com 260 m2 é um espaço de acolhimento e reflexão. O muro de pedra teve sua extensão original recuperada e ganhou um painel com símbolos que são reconhecidos durante a visita ao museu. Sete totens, inspirados em antigos confessionários, reproduzem salmos, provérbios, trechos do Genesis, Eclesiastes. A trilha sonora do museu foi composta com exclusividade por Marco Antonio Guimarães, fundador e diretor do grupo de música instrumental Uakti, reconhecido internacionalmente. 

O piso de cimento liso tem intervenções em mármore e granito, compondo tapetes em pedra que lembram estruturas encontradas no Vaticano e estão posicionadas aos pés dos bancos, instalados sob as copas das árvores. Uma mesa com treze assentos dispostos de um único lado faz referência à Santa Ceia, mas é usada como suporte para a linha do tempo, que traz informações sobre a cidade e o museu.

Ao fundo, uma espiral de pedras sobre o chão cimentado, inspirada no labirinto da Catedral de Chartres, convida o visitante a uma pequena caminhada de meditação e busca interior. O hall de entrada estabelece uma relação entre a liturgia, a cultura e a comunidade civil, prestando uma homenagem à população tiradentina.

O mosaico no chão representa os tradicionais tapetes de serragem confeccionados para festejos culturais e religiosos da cidade e a “tela trilho” – conjunto de monitores dispostos verticalmente na parede – exibe imagens de celebrações filmadas durante o ano passado em igrejas e nas ruas de Tiradentes e região. 

De pé direito alto, o hall é o único espaço que liga a parte térrea (o antigo porão da Casa Paroquial), onde estão as salas ‘Liturgia da Palavra’ e ‘Eucaristia e Páscoa’, ao piso superior do museu, com as salas ‘Sacramentos e Sacramentais’, ‘Devoção Popular’ e ‘Gestos Litúrgicos’. A sala ‘Liturgia da Palavra’ é dedicada aos ensinamentos e aos que difundiram a palavra divina. Reúne elementos diretamente ligados à leitura e ao conhecimento, como os missais (livro de orações e textos utilizados nas missas durante o período de um ano) e suas estantes de apoio, e artigos que compõe o ambiente adequado para a transmissão da palavra, como os paramentos (vestes oficiais do clero nas funções do culto divino).

Destaque para a ‘Estola de veludo com galões e franjas’ (séc. XIX), produzida com fios de ouro, e o ‘Missal romano’ (1721, Bélgica), uma das peças mais antigas do acervo e a que demandou maior esforço de recuperação. 

O percurso leva o visitante à sala ‘Eucaristia e Páscoa’ (o principal sacramento e o mais importante ciclo litúrgico), que exibe as paredes de pedra originais da casa e teve o cimento liso do piso também empregado nas bases e suporte das peças, dando amplitude ao espaço e foco nos objetos expostos.

Duas grandes bancadas envidraçadas ocupam a maior parte da sala. Uma reúne 30 castiçais e dois pares de candelabros em prata e a outra, 18 castiçais de estanho e 18 castiçais mais três tocheiros em madeira, todos dos séculos XVIII e XIX. Entre cálices, turíbulos (ou incensórios), galheteiros e navetas (para guardar incenso), há uma trabalhada ‘Urna do Santíssimo ou dos pré-santificados’ (séc. XVIII), em madeira recortada e entalhada, que tem fechadura à chave para o armazenamento das hóstias da missa de Sexta-feira da Paixão, e um raríssimo conjunto de três ‘Palmas de altar’ (séc. XVIII e XIX), de papel, madeira e malacacheta, que são as únicas restantes em Minas Gerais.

No pavimento superior, a sala ‘Sacramentos e Sacramentais’ abre espaço para o dia-a-dia da fé. Apresenta peças usadas nos ritos dos sete sacramentos, como uma concha de batismo, um confessionário e os frascos dos Santos Óleos, e nas práticas cotidianas de comunhão com o divino, como a pia de água benta, crucifixos e imagens de Cristo, como a escultura ‘Senhor da Coluna’ (séc. XVIII), de João Ferreira Sampaio, que representa a flagelação de Cristo, despido de suas vestes e atado à coluna do palácio. 

A sala ‘Devoção Popular’ representa as muitas celebrações religiosas de Tiradentes. Todos os itens expostos no Museu da Liturgia podem ser solicitados para o uso da comunidade nestes festejos, como as lanternas e cruzes processionais ou as imagens de santos cultuados na cidade, como Santana Maestra, padroeira dos mineradores, carpinteiros, marceneiros e dos lares. Entre as imagens, há diferentes exemplares de roca, produzidas em estruturas de madeira e vestidas com trajes de tecidos, que transmitem realismo e são usadas em procissões. Destaque para a escultura de ‘São Jorge’ com escudo de centurião (séc. XVIII), de Antônio da Costa Santeiro, que, esculpida em escala humana e com articulações nas pernas, saía na procissão de Corpus Christi montada em cavalos. 

Este espaço apresenta ainda três pinturas do artista tiradentino Manoel Victor de Jesus, como ‘Nossa Senhora do Desterro’ (1788), uma extensa vitrine com 43 resplendores e seis diademas, que adornam as cabeças de santos e santas, respectivamente, e um conjunto de nove pinturas de ex-votos, acompanhadas por uma bancada com 26 mãos de imagens de roca. A última sala do museu foi destinada aos ‘Gestos Litúrgicos’.

O ambiente, especialmente iluminado e com a trilha sonora mais presente, é um convite para que o visitante, no final do percurso, se sente e assista ao vídeo, e se integre às belíssimas imagens exibidas em um mosaico com onze monitores, que retrata sinais simples, mas cheios de significados, como juntar as mãos, erguê-las aos céus, ajoelhar-se ou simplesmente inclinar a cabeça.

MUSEU DA LITURGIA - R. Jogo de Bola, 15, Centro – Tiradentes

Telefone: (32) 3355-1552

Site: www.museudaliturgia.com.br

Horários: terça a domingo e feriados, das 10h às 17h (encerramento da bilheteria às 16h)

Preços: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e maiores de 60 anos, mediante comprovante)

Visitas orientadas para grupos: terça a sexta, às 10h e às 14h (de 10 a 35 pessoas, com idade mínima de 6 anos) | Agendamento: educativo@museudaliturgia.com.br ou pelo  telefone do museu

Acesso a pessoas com mobilidade reduzida

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 04/05/2013 - 09:47


Comente (0) comentários

ler todos os comentários





© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive