ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / a negócios / restaurantes

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

A Negócios Assinar RSS Feed

Para os profissionais liberais e executivos "on the road"

Restaurantes

Os mais caros do mundo
  1. Restaurantes

 Hotel de luxo. Terno impecável. Acessórios corretos: relógio, caneta, gravata. Na hora de impressionar um cliente ou parceiro de negócios, tudo conta. E nada mais chique do que, mesmo estando fora do seu país, numa viagem de trabalho, você marque seus jantares de negócios no melhor restaurante da cidade. Pensando em seus leitores, executivos em viagem, a revista americana Forbes, especializada no mundo do Big Business, preparou uma lista com alguns dos restaurantes mais caros do mundo. E nós reproduzimos aqui para você:

Amsterdam: Yamazato (U$108), um menu fixo com sete pratos que vão deliciar até o mais exigente apreciador da culinária japonesa.
Atenas: Milos (U$60), a melhor seleção de ostras do mundo e um menu de pratos gregos imperdível.
Berlim: Vitrum (U$118), colunas de mármore negro, lustres de cristal de murano criam o ambiente perfeito para frutos do mar preparados de maneira inusitada à moda italiana.
Bruxelas: Bruneau (U$90), no verão, as mesas são servidas no jardim: uma delícia! Apesar do serviço ser formal em excesso, a comida vale a pena.
Budapest: Vadrózsa (U$60), Beluga, fois gras e peito de faisão fazem parte do menu fixo de três pratos. Na hora do almoço, 15% de desconto.
Cidade do Cabo: Atlantic Grill Room (U$30), vistas para a Table Mountain, para o porto e para a baia da cidade complementam bem os pratos asiáticos e europeus do menu.
Cidade do México: BenKay (U$37), o melhor restaurante japonês da cidade, tem mesmo um sommelier para ajudar na escolha dos sakes.
Dubai: Pierchic (U$80), caviar iraniano, lagostas do Atlântico e especialidades árabes num ambiente requintado.
Istanbul: Seasons (U$58), durante os 30 dias do Ramadan, um buffet é montado, servindo especialidades da culinária turca.
Londres: Sketch (U$176), cozinha francesa, decór moderno, arte contemporânea nas paredes, serviço impecável e in-house DJs.
Madrid: Zalacaín (U$108), cozinha basca contemporânea servida com capricho e preparada com perfeição.
Milão: Il Teatro (U$86), situado em um convento do século 15, o restaurante tem menu vegetarianos, pratos com trufas, uma enorme variedade de queijos e deliciosas pizzas.
Nova Delhi: Travertino (U$50), receitas italianas, preparadas com ingredientes locais frescos, num menu de cinco pratos e preço fixo.
Paris: Arpège (U$211), pratos a base de vegetais e receitas leves em calorias, criadas com perfeição pelo chefe Alain Passard.
Roma: Vivendo (U$121), um menu delicioso com cinco pratos, acompanhados por cinco cálices de vinhos excepcionais, no mais badalado restaurante da Roma de hoje.
Sidnei: Tetsuyas (U$135), seu confits de trutas oceânicas e o gazpacho com sorbet de tomates apimentados são afamados entre os gourmets da Austrália.
Tóquio: Aragawa (U$277), o melhor bife de Kobe do mundo, servido apenas com mostarda e pimenta fresca.
Toronto: Eigensinn Farm (U$213), localizado em uma fazenda ao norte da cidade. O menu de oito pratos é todo preparado com ingredientes plantados e criados no lugar.
Viena: Steirereck (U$114), cerca de 35 mil vinhos na adega, uma seleção de pães caseiros e os variados sorbets são motivos suficientes para você conhecer esse lugar.
Zurique: Petermanns Kunststuben (U$151), maravilhosos pratos de fois gras, lagostins, vieiras, sopas e chutneys criados pelo Chefe Rico Zandonella.

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 17/07/2006 - 00:00


Comente (0) comentários

ler todos os comentários





© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive