ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / a negócios / privacidade zero

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

A Negócios Assinar RSS Feed

Para os profissionais liberais e executivos "on the road"

Privacidade Zero

USA varre os hard-drives de mais de seis mil computadores portáteis
  1. Privacidade Zero

Uma decisão da Corte Federal dos Estados Unidos deu às autoridades alfandegárias o direito de analisar e copiar informações armazenadas em computadores portáteis de todos que cruzam as fronteiras do país. Eles podem mesmo confiscar os equipamentos.

E, este poder tem sido exercido sem restrição. Entre outubro de 2008 e julho de 2010, mais de 6.5 mil viajantes tiveram seus laptops confiscados, ou "varridos" pelas autoridades americanas.

Fotos, textos, e-mails, planilhas financeiras e todo o tipo de documento guardado nos hard-drives de laptops e outros gadgets - como telefones celulares, Blackberries e iPods -, capazes de armazenar dados perderam o caráter de propriedade pessoal.

Privacidade? Propriedade intelectual? Que nada. A memória de computadores portáteis agora é tratada como bagagem. Tem sido vasculhada nos aeroportos e portos do país norte-americano.

Mesmo sem prova de que qualquer delito possa estar sendo praticado pelo viajante, os oficiais de aduana têm respaldo legal para confiscar os equipamentos e nunca mais devolvê-los.

A Associação de Executivos de Viagens Corporativas, órgão que reúne várias entidades do setor de viagens de negócios de todo o globo, tentou recorrer da decisão diante do Senado americano. A contestação foi rejeitada. A lei permanece em vigor.

Diante disso, antes de embarcar para os Estados Unidos levando qualquer equipamento que possua memória, é bom fazer um back-up dos dados armazenados. Apague todo o conteúdo pessoal, ou sigiloso. E esteja preparado para até mesmo ter sua propriedade confiscada, sem muitas explicações.

Uncle Sam está de olho...!?!

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 20/03/2011 - 12:00


Comente (2) comentários

ler todos os comentários



Comentários:

Eduardo Alves
05/08/2010 - 16:29
Acredito no valor da reciprocidade. Concordo com você, Elson Drilard. Acredito que agentes das alfândegas de todo o mundo tenham também o direito de dar aos cidadãos norte-americanos tratamento semelhante.
Elson Drilard
04/08/2010 - 09:23
Será que o Brasil dara o mesmo tratamento aos executivos americanos? A lei da reciproca nos tratamentos aos extranjeiros?

ler todos os comentários



© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive