ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / aéreas e milhas / grávidas no ar

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Aéreas e Milhas Assinar RSS Feed

Notícias e promoções das copanhias aéreas e dos programas de milhas

Grávidas no Ar

Dicas para você, futura mamãe, fazer uma boa viagem de avião
  1. Grávidas no Ar

Em uma viagem recente entre Singapura e Taipei, sentei-me ao lado de uma simpática médica obstetra, que viajava para um congresso em Formosa. Pensando nas leitoras futuras mamães, aproveitei a conversa para colher umas dicas valiosas que podem tornar as viagens das mulheres grávidas mais seguras e confortáveis. Aqui vão:

- De uma maneira geral, se você estiver com mais de 36 semanas de gravidez, é bem provável que a empresa aérea não permita que você embarque. Quem estiver em estado avançado de gestação tem que estar preparada para apresentar um atestado médico na hora do embarque, comprovando o estágio da gravidez.

- Concentre suas viagens entre o quarto e o sexto mês de gestação. Nessa fase, o segundo trimestre, é quando o feto em formação terá menos riscos de ser afetado pela radiação a bordo.

- Seja qual for o estágio da sua gravidez, evite viajar mais do que 74 horas em um único mês. Estudos realizados entre comissárias de bordo que trabalhavam grávidas, mostraram que os riscos de abortos aumentaram significantemente nas gestantes que ultrapassaram essa carga horária.

- Não viaje para localidades que exijam vacinas contra doenças endêmicas e epidemias. Não é aconselhável que as gestantes passem por tratamentos de imunização, nem muito menos fiquem expostas às doenças.

- Durante a vôo, beba bastante água.

- Movimente-se pelo avião a cada duas horas.

- Mais do que nunca, respeite os avisos de apertar os cintos. Quando estes são acesos durante o vôo, é porque os radares indicam risco de turbulência. Na maioria das vezes, elas não passam de uns leves sacolejos. Mas não vale a pena arriscar. Lembre-se que o avião está se locomovendo a 900 quilômetros por hora. Não foram poucos os casos em que passageiros se feriram gravemente durante turbulências mais fortes.

- Na hora da reserva, informe a empresa aérea que você está grávida. Peça para ser acomodada em um assento que permita mais mobilidade e que ofereça mais espaço para as pernas.

- Informe-se sobre os cardápios especiais que tenham menos gordura ou sódio. Nos vôos mais longos, as empresas aéreas oferecem uma variedade de opções que podem ser mais indicadas para você e para o futuro bebê. Requisite esses por telefone, 48 horas antes da partida.

- É bom também ficar informada sobre as distâncias que você terá que percorrer dentro dos aeroportos. Caso julgue necessário, a companhia aérea poderá providenciar uma cadeira de rodas (com assistente) ou um carrinho elétrico para transportar você e sua bagagem de mão.

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 23/07/2011 - 09:00


Comente (0) comentários

ler todos os comentários





© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive