ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi


Embraer Recall

Motores dos jatos 170 não respondem aos comandos em pleno voo
« »
  1. O interior do 170 com configuração em duas classes
  2. Configuração do interior do 170 em classe única
  3. Um Embraer 170  da Nothwest Airlines regional
  4. Um dos Embraer 170 da United Express
  5. Um dos Embraer 170 da US Airways
  1. Embraer Recall
  2. O interior do 170 com configuração em duas classes O interior do 170 com configuração em duas classes
  3. Configuração do interior do 170 em classe única Configuração do interior do 170 em classe única
  4. Um Embraer 170  da Nothwest Airlines regional Um Embraer 170 da Nothwest Airlines regional
  5. Um dos Embraer 170 da United Express Um dos Embraer 170 da United Express
  6. Um dos Embraer 170 da US Airways Um dos Embraer 170 da US Airways

Considerados o carro-chefe de vendas da Embraer, os jatos regionais E-Jet 170 acabam de receber um aviso de recall, nos Estados Unidos. O Departamento de Aviação Federal (FAA), o órgão que regula o setor, determinou a substituição de um software de controle do avião.

O vilão é apontado como o responsável por vários incidentes, sem fatalidades, nos quais os Embraer 170 perderam propulsão ou passaram a não responder aos comandos dos pilotos. Que medo!!!!

Pane em voo- O problema surgiiu quando a fabricante dos motores, a General Electric, tentava corrigir uma outra falha no software, que afetava válvulas de controle do fluxo de combustível para os motores.

Os incidentes levaram a inspeções e estudos de segurança pela GE, Embraer, e órgãos reguladores em todo o mundo. Em março de 2009, a fabricante de motores e a empresa brasileira instruíram as companhias aéreas a instalar um conserto permanente.

Incidentes - Até o final de julho deste ano, a GE disse que mais de 80% dos aviões que foram alvo dos mandados federais e dos boletins de segurança da fabricante haviam sido consertados. No entanto, desde então, outros 20 incidentes semelhantes de perda do controle do motor que afetaram jatos da Embraer, foram registrados pela FAA.

A persistência do problema então forçou a FAA a exigir que todo os softwares de controle de motor sejam revisados e instalados dentro deno máximo 600 horas de voo Caso contrário, os aviões não poderão voar em céus americanos.

Não no Brasil - O softer está hoje instalado em mais de 250 jatos em operação nos Estados Unidos, nas subsidiárias regionais de companhias como Delta, United, USAirways e Northwest. É bom lembrar que, apesar de três empresas brasileiras usarem jatos Embraer - a Azzul, a Passaredo e a Trip -, nehuma delas opera rotas com o modelo 170. 

A frota da família EMBRAER 170/190 de E-Jets alcançou recentemente a marca de 3 milhões de horas de vôo, obtido com uma excelente confiabilidade operacional. Atualmente, as mais de 600 aeronaves, dos quatro modelos da linha, em operação transportaram 130 milhões de passageiros até outubro.

 

Fotos: Divulgação

Enviado por: Eduardo Alves
Data de publicação: 25/11/2009 - 13:04


Comente (0) comentários

ler todos os comentários










Sites Favoritos do Editor

Os endereços da web preferidos de Eduardo Alves


. .

© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive