ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi


Descaso nos ares

Inspeções revelam insegurança nos aviões americanos
  1. Descaso nos ares
 Caos nos aeroportos. Vôos cancelados. Certificados de manutenção de aviões duvidosos. Suspeita de suborno de fiscais. Aviões velhos e defeituosos em operação. O cenário mais parece o de um país do Terceiro Mundo. Mas não é. Tudo isso acontece nos Estados Unidos hoje.    Devido a problemas técnicos, que vinham ocorrendo há tempos, e que só agora vieram à tona, várias companhias aéreas norte-americanas estão sendo obrigadas a cancelar vôos. Só a American Airlines teve que cancelar cerca de 1000 em um só dia. Obrigada a realizar reparos urgentes na parte elétrica dos aviões MD-80, a empresa não teve escolha.    Sucata - Esses velhos e cansados modelos de aeronave, sairam de fabricação há muito tempo. Desde que entraram em operação há 28 anos, os MD-80 registraram 14 acidentes fatais. Hoje, eles compõem quase a metade da frota da American Airlines. Entre novembro de 2007 e fevereiro de 2008, 23 vôos da empresa americana operados com aeronaves desse tipo tiveram que fazer pousos de emergência, por causa de falhas no funcionamento do trem de aterragem.    Mesmo assim, a American esperou até que a situação se tornasse pública e escandalosa, e recebesse pressão das autoridades, para cancelar vôos e consertar o defeito. Em entrevista à rede de TV americana CNN, pilotos da empresa americana afirmam que, além dessa falha, os MD-80 vêm apresentando problemas no sistema de descongelamento da fuselagem. Mais de 12 situações de risco foram registradas recentemente.    Vidros quebrados - Ao mesmo tempo, outros pilotos da American trouxeram à tona defeitos ainda mais sérios, que vêm acontecendo com aeronaves Boeing 757. Recentemente, quatro aviões desse modelo tiveram as janelas da cabine do piloto espatifadas em pleno vôo.    Para demonstrar o claro descaso da empresa em relação ao assunto, o porta-voz da companhia, Tim Wagner, teve a coragem de divulgar uma declaração oficial, afirmando que o problema não é grave, e que não há risco à segurança dos vôos.    Insegurança - Numa tentativa de economizar dinheiro, poupando gastos com segurança, a American não está fazendo nada para investigar o problema, rebateu indignado um comandante da empresa, em entrevista para a televisão. Em vez disso, a empresa preferiu aconselhar os pilotos a treinar e praticar mais os procedimentos de controle das aeronaves em situações de alto risco, revelou à CNN, Todd Missing, comandante de Boeing 757 da American.    Com toda essa polêmica acontecendo nos céus que, supostamente, seriam os mais bem guardados e vigiados do mundo, nós, passageiros, ficamos apenas com uma certeza. A de que só estamos mesmo seguros ao viajar de avião, depois do desembarque.    Eu só viajei uma vez em um MD-80. Foi há mais de 10 anos, em um vôo da American Airlines, entre Los Angeles, na Califórnia, e Albuquerque, no Novo México. Antes de conseguir pousar, o piloto teve que arremeter duas vezes o avião. Nunca soube a razão da dificuldade, mas daí para frente, evitei os MD-80.   PARTICIPE - Você já passou por alguma situação de risco a bordo de um avião? Conte sua história nos mandando um comentário.

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 07/04/2008 - 00:00


Comente (0) comentários

ler todos os comentários










Sites Favoritos do Editor

Os endereços da web preferidos de Eduardo Alves


. .

© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive