ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / aéreas e milhas / aviões mais lentos

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Aéreas e Milhas Assinar RSS Feed

Notícias e promoções das copanhias aéreas e dos programas de milhas

Aviões mais lentos

Aéreas reduzem a velocidade dos vôos, para economizar combustível
  1. Aviões mais lentos

Vinte milhões de dólares. Essa é a soma que a United Airlines estima poder economizar em um ano, agora que seus aviões estão voando mais devagar. Outra empresa americana, a JetBlue, acredita que sua economia será de US$ 13,6 milhões.

Em um recente vôo de teste, entre Paris, na França, e o aeroporto de Minneapolis, no estado de Minesota, um jato da Delta foi capaz de economizar 162 galões de combustível reduzindo sua velocidade média de cruzeiro.

A manobra estendeu o tempo de viagem em apenas oito minutos e representou uma economia de US$ 535 para os cofres da empresa.

Imediatamente, a Delta Airlines passou a adotar a nova velocidade em todos os seus vôos para as ilhas do Havaí, e pretende economizar US$ 600 mil até o final do ano. Para uma empresa que vem operando no vermelho há bastante tempo, a medida veio na hora certa.

Esse exercício de criatividade é apenas mais uma manobra das empresas aéreas, que vêm tentando contornar o fantasma da alta do preço do combustível. Desde o início da mais recente crise do petróleo, as companhias aéreas, principalmente as americanas, criaram novas taxas, aumentaram o preço das passagens, deixaram de servir lanches a bordo, tiraram travesseiros e cobertores dos aviões e passaram a cobrar extra dos passageiros que despacham bagagem.

De todas essas medidas, a redução na velocidade dos aviões é a que menos deve ser sentida pelos viajantes. Isso porque, na maioria das vezes, embarcar em um jato mais lento significará um aumento de alguns minutos no tempo de vôo. Resta saber se estender o tempo das viagens poderá impedir mais falências no setor e dar um basta na onda de taxas, que cada dia mais são somadas ao custo das passagens aéreas.

 

Fotos: Divulgação

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 29/09/2010 - 07:00


Comente (0) comentários

ler todos os comentários





© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive