ir direto para o conteúdo ir direto para as editorias

Mapa-Mundi.com - Redefinindo o luxo de viajar - Turismo de Luxo, Cruzeiros, Arte e Design, Primeira Classe, Compras, Baladas

Buscar no Mapa-Mundi

Editorias


Você está em: página inicial / aéreas e milhas / american air-lixo

patrocínio: Mapa Mundi Concierge

Aéreas e Milhas Assinar RSS Feed

Notícias e promoções das copanhias aéreas e dos programas de milhas

American Air-lixo

Aéreas americanas têm frotas velhas e aviões mal cuidados
  1. American Air-lixo

Esta semana, um Boeing 777 da American Arlines que estava pronto para partir de Miami para Nova York ficou no chão. Descobriram que vazava combustível do avião mais novo da frota da empresa. Eu, um dos mais de 200 passageiros que estavam prontos para a viagem, só chegamos ao nosso destino, as 4 da manhã: 10 horas depois do planejado.

Na mesma semana, quatro aviões da Delta Airlines, todos Boeings 767 (iguais aos voam para o Brasil) fizeram pousos de emergência por apresentar problemas graves em pleno ar.

Que medo !!!!!!!!

Segundo Jeff Bailey, editor de negócios do respeitado jornal americano The New York Times, as empresas aéreas americanas estão protelando a compra de novos aviões e deixando suas frotas envelhecerem.

Um bom exemplo acontece com a American Airlines, cuja frota ainda inclui 390 aviões tipo MD-80 e 90. Antigos, desconfortáveis, barulhentos e cansados: cerca de 250 destes jatos de pequenos porte servem inúmeras rotas domésticas da American Airlines. Alguns, como o de registro N208AA(*), em operação desde 1983...

Socorro !!!

São aeronaves velhas, de tecnologia ultrapassada. Recentemente, um deses, pertencente à empresa tailandesa One-to-Go (mas comprado da American Airlines), se espatifou na pista do aeroporto de Phuket, na Tailândia, ao tentar pousar em dia de chuva. Caiu por causa da chuva e matou 90 pessoas.

Mas a velharia não esta limitada aos aviões pequenos. Na minha mais recente incursão a bordo de um vôo doméstico em terras americanas, fiquei pasmo com o estado de degradação do Boeing 757, da American Airlines, no qual eu viajava. O avião, que fazia a rota entre Miami e Orlando, estava um verdadeiro lixo, mostrando sinais evidentes de desgaste por dentro e por fora.

Segundo a empresa de pesquisas do setor, Airline Monitor, a idade média da frota americana passou de 10.6 anos, em 2002; para 12,2 anos, em 2006. Hoje, deve estar mais velha ainda. O pior é que a situação tende a piorar.

Enquanto as listas de encomendas de aviões novos, tanto da Boeing quanto da Airbus, engordam graças a pedidos vindos de empresas aéreas asiáticas, européias e mesmo brasileiras, o nome das americanas aparece modestamente entre os clientes. 

A matéria do New York Times afirma ser financeira, a principal razão do envelhecimento da frota. As grandes empresas aéreas americanas estão preferindo manter estoques de caixa em vez de gastar com a frota.

Quem busca o conforto, e a segurança, oferecidos por aviões modernos, deve optar pelas empresas domésticas JetBlue, Southwest: ambas têm frotas novas. E, para viajar entre o Brasil e os Estados Unidos, minha sugestão é optar pelos vôos da TAM,  e Continental / United, que usam aviões mais novos nas viagens entre as Américas.

Quanto ao resto...

 

Foto: Divulgação

*Fonte: Airfleets.net

Enviado por: Administrador
Data de publicação: 22/11/2010 - 10:00


Comente (2) comentários

ler todos os comentários



Comentários:

Eduardo Alves
01/12/2010 - 00:01
Caro leitor Fernando.

Muito bem lembrado e colocado.

A Korean Air é sem dúvida uma empresa cinco estrelas. Uma ótima opção para viajar entre o Brasil e os Estados Unidos.

Obrigado pela colaboração.

Eduardo Alves
Fernando
30/11/2010 - 10:16
Na verdade desde 2008 a melhor cia aerea operando a rota Brasil - EUA é Korean Air. Ela tem um voo direto SP-Los Angeles e opera um B777-200 novinho , maravilhos por dentro e por fora sem falar no servi;o de bordo e atendimento em todas as classes simplesmente magnifico. A Korean é sem duvida a melhor cia e o melhor equipamento na rota BR-EUA.

ler todos os comentários



© 2005-2010 Mapa Mundi por Eduardo Alves.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Desenvolvido por: cliointeractive